Fechar
Resenhas

Resenha: Máscara Anti-resíduos Banho de Gelo – Haskell

mascara-antiresiduos-haskell
Vou confessar uma coisa para vocês: adoro produtos voltados para o tratamento do couro cabeludo. A maioria deles deixa uma sensação refrescante na cabeça, tem muita gente que não gosta, mas eu adoro. Pelo fato de eu ter muita densidade capilar (forma chique de dizer que o meu cabelo é volumoso, kk), sinto que o meu couro cabeludo fica muito abafado, mesmo usando o cabelo sempre solto. 
Estava eu lá xeretando numa loja de cosméticos, quando vi essa máscara da Haskell. Quando li a palavra Banho de Gelo, fiquei cega e pus o produto na cesta. Claro que o fato de já ter uma experiência positiva com uma outra máscara da marca influenciou.

Descrição do Produto

Limpa Profundamente o couro cabeludo, proporciona sensação de frescor e reduz a oleosidade auxiliando no combate a caspa e à seborreia. pH 5,0. Frequência de uso: Semanal.

A textura da máscara lembra gelatina, porém ela não chega a segurar no pote. A fragrância é de menta. A indicação da empresa é lavar o cabelo com shampoo e depois aplicar a máscara e pausar por 15 minutos.

Impressões de uso
Comecei a usar essa máscara na época que sofri o Corte Químico e o meu couro cabeludo estava fragilizado, descamando e tal. Na hora da aplicação senti um pouco de dificuldade em aplicar na raíz, porque tenho tanto cabelo que tenho que ficar abrindo caminho e essa textura gel não espalha bem. A máscara causa a sensação de frescor que eu tanto gosto, mas de maneira suave. Depois que enxáguo os fios eu aplico outra máscara no comprimento, pois esse produto é destinado apenas para o couro.

Composição

Agora falando do resultado: não vi nada demais. Meu couro cabeludo continuou descamando e coçando do mesmo jeito que antes. A única coisa que valeu para mim foi o frescor, mas há máscaras que agem em menos tempo e refrescam até mais. Usei recentemente, agora que o meu couro cabeludo está normal e não notei diferença também. Resumindo: não funcionou comigo. Talvez uma pessoa com o couro oleoso se dê melhor com o produto, quem sabe…
Paguei R$ 18 na embalagem de 250 gramas.

Alguém tem uma experiência positiva com o produto? Quero saber!

Bjo.

Tags couro cabeludoDetox

24 Comentários

  1. Experiencia tambem negativa… tenho ela e nem uso…não vi nada de diferente com o uso da dita,
    como vc mesmo disse só o frescor é que a salva…

  2. Nossa, essa máscara parece gel de massagem. Rsrs!
    Uma coisa, Diana… O leave in da natura ‘liso e solto’ – segue a composição: AGUA, CICLOPENTASILOXANO, DIMETICONOL, GLICERINA, POLIQUATERNIUM-37, PROPILEN GLICOL DICAPRILATO/DICAPRATO, PPG-1 TRIDECET-6, FRAGANCIA, DIMETICONA, FENOXIETANOL, PANTHENOL, POLIQUATERNIUM-55, EXTRACTO HIDROLIZADO DE HIBISCUS ESCULENTUS , SORBATO DE POTASIO, EDTA DISODICO.

    É probido para sulfato free, né? :/
    Que outro vc me indica, com proteção térmica. Tipo, eu raramente escovo meus cabelos e quase nunca dou chapinha neles, mas mesmo assim, uso o secador SEMPRE que os lavo porque não gosto de cabelo molhado no meu pescoço. Acho que o da Matrix é liberado, mas tenho medo que ele pese em meus cabelos e ainda mais, peço outra informação… ele é uma vertente da empresa ‘L’oreal, não? Eu não uso essa marca desde que soube que ela ainda faz testes em animais. 😐

    Beijos, linda! Parabéns pelo blog.

    1. Oi,

      Realmente se você só usa sulfate free esse leave-in não é liberado. Encontrar termoprotetor nacional liberado é uma cruz. Não tenho nenhum!
      Sobre a Matrix ela é sim da L’Oreal, mas nem sabia que ela testa em animais. Não entendo porque as empresas ainda fazem isso.
      Tem uma lista de defrizantes liberados nesse site aqui: http://www.encaracoladas.com.br/2009/04/lista-de-produtos-liberados-para-no-e.html

      A medida que eu for descobrindo uns nacionais eu vou indicando.

      Bjo e obrigada pela visita! *-*

      1. Esse post é do ano passado, mas por mais que você fique surpresa, a maioria das empresas testam em animais e todas as que vendem na China testam, mesmo que indiretamente, contratando laboratórios a fazerem o trabalho sujo, assim, se eximem da responsabilidade.

        Grandes marcas como Unilever, P&G, Colgate-Palmolive, Dove, Garnier-Fructis, Givenchy, dentre milhares, ainda continuam com testes. Isso é só um apanhado de algumas empresas que vendem cosméticos. A lista é imensa.

        Na UE, o teste em animais foi banido, mas no Brasil os testes continuam.

        Abraços.

Comenta, cabelete ;)