Fechar
Resenhas

Help das Leitoras: Shampoo Esfoliante Alecrim e Maracujá – Farmaervas

Help das Leitoras
E hoje vai ao ar mais um Help das Leitoras. Novamente a querida Fefa veio nos dar uma dica ótima! Vamos conferir?
—-
É uma alegria estar mais uma vez aqui, no Help da Leitoras, compartilhando!!! Gente, vamos animar e mandar o que vocês estão usando por aí, é tão bom trocar figurinhas, expor as dúvidas e aprender, ainda mais quando o assunto é cabelo! Rs
Essa ideia de xampu esfoliante despertou demais a minha curiosidade. Sim, porque eu adoro tudo que promove limpeza no couro cabeludo e como não posso abusar dos xampus anti resíduos (faço uso de tintura e odeio ficar retocando antes do planejado a peruca desbotada!) e essa curiosidade se acentuou depois que li o post da Lucy sobre o xampu esfoliante do Boticário aqui.  A minha preocupação sempre foi os grânulos e a dificuldade de retirá-los após a aplicação. Li em muitas resenhas que esse problema acontecia no esfoliante da marca Éh. Vi os grânulos do xampu do Boticário e ainda não estava satisfeita, o medo da sensação de areia no cabelo não diminuía (sabe aquela sensação que fica após levar um lindo caixote na beira da praia, cabelos duros de tanta areia e 10 dias para tirar tudo dali, com o risco de achar um tatuí de brinde – *medo, pânico, terror* rs). Só que o consumismo investigativo falou mais alto (leia-se: não quero assumir, mas tem um buraco negro na minha bolsa) e em uma das minhas idas na farmácia, encontrei o Shampoo Esfoliante Alecrim e Maracujá da Farmaervas e não resisti, resolvi experimentar. Já usei várias vezes e resolvi compartilhar essa experiência com vocês.
Ingredientes: 

Sodium laureth sulfate, Cocamidopryl betaine, Cocamide dea, Lauryl polyglicose, Methylchoroisothiazolinone, Dimethicone copolyol, PEG-150 distearate, Acrylates copolymer, Polyethylene, Sodium hydroxide, Dissodium EDTA, CI 42090, CI 19140, Aqua, Parfum. *sem Cloreto de Sódio. 

Ingredientes Ativos: 
Passionflower extract, Rosmaribus officianalis (Rosemary) leaf extract.
Não sou especialista em fórmulas, mas a presença do dimethicone copolyol, chamou minha atenção. Li em alguns sites que é um silicone, portanto não seria liberado para no/loo pow (e também pela presença de muitos surfactantes, que ressecam demais cabelos crespos – esse post ajuda a entender. Fiquei na dúvida, um silicone em um produto de esfoliação e limpeza? De qualquer maneira, sendo um silicone (tese que prevalece de acordo com minhas pesquisas na blogosfera) ou não, na minha opinião não é um substituto do xampu anti resíduo e adiante explico melhor porque entendo dessa forma (me corrijam se estiver errada!).
O fabricante indica o produto como adstringente e calmante, que age delicadamente no couro cabeludo, promovendo a sua limpeza. Seu uso é indicado para cabelos oleosos, mas também para cabelos que usam produtos finalizadores e, neste caso, deve ser usado somente uma vez por semana.
Como o meu couro cabeludo é oleoso, me permiti o uso duas a três vezes na semana. Mas, para quem quer apenas promover uma limpeza básica, acredito que deva usar apenas uma vez, como indica o fabricante.
Devo confessar: a fragrância delicada de maracujá foi decisiva para que ele fosse comigo para casa. Não sei como descrever, mas é um cheirinho de limpeza, de produto delicado e é muito bom mesmo (gente, até agora não achei o alecrim nele, abafa!). Outro ponto a favor é que as esferas são pequenas e bem suaves, praticamente não dá para ver nas fotos: são grânulos na cor branca e bem fininhos, mas apesar disso, fazem um bom trabalho de esfoliação, porém delicado. Não tive nenhum problema em retirar esses grânulos: enxaguei de forma simples e logo não senti mais a presença delas (sim, nada de tatuí no cabelo, gente!). Ponto superpositivo. Ao aplicar, procedi com os tais movimentos circulares e ao retirar o produto já senti aquela sensação refrescante e de limpeza. É bom lembrar que ao enxaguar, não esfreguei nos fios, apenas deixei a água escorrer, pois não queria esfoliar o cumprimento do cabelo a fim de evitar que danificasse os fios O cabelo ficou limpo, um pouco embaraçado (até porque a função dele não é desembaraçar, para isso, apliquei um xampu hidratante em seguida, uma vez e o problema foi resolvido) – só que o engraçado é que não ficou duro, a impressão é de que passei um xampu neutro de limpeza, tipo aqueles transparentes que aplicamos antes de um xampu hidratante? Mas com a diferença da “arejada” que deu no couro cabeludo. Realmente, muito refrescante!!!
Gostei muito, limpa suavemente e pretendo continuar usando, pois encontrei exatamente o que queria. Não senti que agrediu a tintura no meu cabelo, o rótulo não esclarece nesse sentido. Entrei em contato com o SAC da Farmaervas (0800-12-29-11) e fui informada que não agride a tintura, podendo ser usado sem preocupações com o desbotamento. Vocês vão ter que me desculpar, mas não perguntei sobre progressiva (esqueci mesmo!), mas quem tiver interesse, pode ligar, a ligação é gratuita e eu fui super bem atendida (aliás, ponto para a marca!!), vale lembrar que meu cabelo é castanho médio (com OX 20), é uma tintura que por si só desbota bem menos que outras.
Por fim, embora eu sinta que ele remove satisfatoriamente os finalizadores, ele o faz como qualquer outro xampu com poder de limpeza maior. Quero dizer que na minha opinião, o produto cumpre o que promete: esfoliação. Mas definitivamente não substitui um anti resíduo, por dois motivos: Um AR tem poder de limpeza  maior e mais agressivo e também não acho que ele promove a abertura das cutículas dos fios além de um xampu neutro/transparente, com efeito de limpeza potencializado. De qualquer maneira, é uma alternativa, para quem não quer usar o anti resíduo, mas não espere os mesmos resultados, na verdade, dependendo do uso e da realidade de cada cabelo, podem ser até melhores.
Se você tem um xampu assim (neutro/transparente/com alto poder de limpeza) e gosta do resultado, não vejo motivo para investir desesperadamente nesse aqui. Mas, se você ainda procura um “primeiro xampu” que limpe e que ainda refresca o couro cabeludo (meu caso), recomendo muito! (lembrando que você deve verificar se a fórmula vai se adequar ao seu tipo de cabelo!).
Encontrei na Drogaria Venâncio (Tijuca), por R$ 12,99.
Beijos
Fefa
Tags farmaervasHelp das Leitorasshampoo

31 Comentários

  1. Engraçado q ontem eu estava querendo uma dica de um shampoo esfoliante BB (bom e barato) rsrsrsrs… e qual ñ foi minha satisfação quando li este post. Vou comprar p testar com certeza. Obrigada pela dica! Beijo!

  2. Tem grãozinhos! Que lindos! (que bom que o cheiro é de maracujá, e não de alecrim, né, Fefa?! hihihi)
    Trata-se de um silicone solúvel em água, mas eu nunca havia visto em shampoo para cabelo oleoso (em shampoo de tratamento às vezes tem silicone, como no passo 1 do kit de RMC Azul – e olha que são silicones insolúveis)…
    Fefa, eu animei com a sua resenha, porque a minha mãe ama esses shampoos mais “limpantes”, vou procurar pra ela experimentar, já que você gostou da sensação no couro (área crítica pra ela)!
    Ahh, a beleza das resenhas com composição do produto! Coisa linda! Amo!
    Acho que você não devia deixar de escrever resenhas por aqui não! Ainda mais tendo um tipo de fio tão diferente do da Dai! Acho que acrescenta muito ao blog ter alguém pra falar de fios mais oleosos/normais! Gostei!
    Beijo
    Esther Mara

    1. Ah Esther, se anima mesmo, compra o xampu e se anima em mandar uma resenha pra Di, já vi que vc saca das coisas tbm!!!

      Pelo menos é um silicone solúvel, menos pior (eu acho! rs)

      Depois me conta se a sua mãe gostou!!!

  3. Fefa, vou responder aqui à sua pergunta feita no tópico da ampola, ok? (pra não ter que ficar procurando conversa em tópicos distantes, e pq você provavelmente vai ler todos os comentários à sua resenha, né?!)
    Não, eu não “fabrico” nenhum óleo! O de linhça eu comprei numa casa pra produtos naturais (encontrei quando fui comprar granola, e fiquei feliz da vida) – é o mesmo esquema do óleo de coco que li que você usa (qualquer óleo comestível pode ser aplicado no cabelo).
    Uso linhaça, coco, amêndoas, ricino (que é mega grosso, e você de fios finos deve passar longe) e azeite. Ah, e o Oil Complex da Altamoda, que é com argan (esse não é puro argan, mas não tem silicone nem parafina e é termo protetor)!
    Nunca usei abacate! Li que muitas amam, e você, curte?
    O de coco, de acordo com pesquisas é o melhor, né?! Já que penetra até o cortex, até onde li (diferente dos outros, que agem na cutícula), e o de Jojoba ainda quero experimentar, já que é o mais similar ao óleo natural dos cabelos…
    De fato, acho que ampolas seriam mesmo maravilhosas pra você, mas aí não sou de muita ajuda com dicas, que só usei as mais comuns….

    Beijos

    Esther Mara

    1. Ah sim Esther, continuando a fofoca, ahahah – eu entendi e anotei a dica da altamoda!!! Tbm sou doida para experimentar o de jojoba, mas por aqui são poucas as opções. O de coco tem sido o preferido e como tem muito, estou usando mais! rs. Eu gosto sim do de abacate, nos meus fios funciona muito bem. Mas acho ele leve para fios mais grossos e bem ressecados, que pedem algo mais power, sabe? Mais uma vez, obrigada!!!

  4. Adorei a resenha!
    Eu tinha vontade de comprar o da eh!
    Mas acho que mudei de ideia rs…
    Mudando de assunto, Diana, você que usa muitos produtos da Natura, você já usou algo da linha choque regenerativo??
    Eu comprei o leave in achando que fosse a máscara =/
    Muito triste isso!

    ahusauhhus

    1. Pois é Diana, bem que eu tentei viu, mas eu fui descobrir que era leave in só depois de tirar o lacre da caixinha e ler a embalagem do produto. Eu comprei porque sempre vejo você falando bem de algumas máscaras da natura aqui, e eu achei que fosse máscara tbm, pq na revista não especifica.
      Mas a pior parte nem foi a compra por engano, foi que ele suuuuuper pesou no meu cabelo =(
      Ainda estou fazendo uns testes pra ver se há algum modo de usa-lo rs

  5. Usei o xampu Farmaervas Alecrim e Maracujá e adorei. Estava com o cabelo muito pesado de tanto creme que passo, pois tenho os cabelos grossos e ele adora ficar com frizz e só creme mesmo para amansar a juba. Fiquei preocupada em usar este xampu, depois de lavar ficou todo embaraçado, mas em seguida apliquei um condicionador Farmaervas Chá Verde pois tenho a raiz oleosa e pontas secas e o cabelo ficou super leve. Amei!!!

  6. Adorei a resenha! Obrigada por compartilhar a sua experiência, estava curiosa por esse shampoo mas depois de ver que contem na sua fórmula o Cocamide DEA (composto cancerígeno) desisti geral, continuarei esfoliando meu cabelo com açúcar mesmo… Parabéns pelo capricho e o bom humor!

Comenta, cabelete ;)