Fechar
Dicas

Conversando sobre a ação do pH nos cabelos

Conversando sobre a ação do pH no cabelo

Hoje eu vim pra conversar com vocês sobre pH e os cabelos. Não é para falar do que o se trata o pH, pois para isso eu indico esse post aqui da Carol do blog Química dos Cabelos. Então se você ainda não sabe/entende, corre lá no post da Carol e volte para continuarmos.

Agora vamos ao assunto! Esses dias, vi no Youtube, alguém fazer a seguinte afirmação: Shampoo não abre cutícula e condicionador/ tratamentos não fecham as cutículas.

Não vou dizer quem foi, porque a minha intenção não é gerar polêmica e sim uma reflexão sobre as afirmações que são feitas soltas sobre cabelos.

Para justificar essa afirmação de que shampoo/ condicionador/ máscaras não agem abrindo e fechando as cutículas, a pessoa falou que, se fosse tão fácil assim abrir as cutículas dos fios, o pH de produtos como Tioglicolato de Amônia (composto utilizado para alisamento dos fios) não seria tão alto. Ótima colocação, se considerarmos o mundo capilar simples e perfeito.

Eu leio muita coisa, é meu dever como blogueira capilar, e ao ouvir isso eu lembrei desse post aqui do Blog Beauty ‘n’Roll do Felipe Ursini. Nele é abordada a questão do cálculo do pH que deve ser feito por profissionais antes de qualquer química.

Shampoo-para-cabelos-secos-para-os-dias-frios

Ao ler o post no blog do Felipe, eu cheguei a conclusão de que não dá para fazer afirmações baseadas apenas em números que representam uma hipótese. Por exemplo:

O pH do cabelo é para estar entre 4,5 e 5,5. Vamos pegar o número máximo que é 5,5, então.

Digamos que optamos por usar um shampoo com pH 7. Fazendo os cálculos:

5,5 (pH do cabelo) + 7,0 (pH do shampoo) = 12,5. Agora dividindo esse resultado por 2, temos 6,25. Então depois da limpeza com o shampoo, o cabelo chega a um pH 6,25, que é facilmente regulado com o condicionador, ou até mesmo a máscara que iremos usar depois de lavar.

Mas, exceto em cabelo virgem, é bastante difícil se ter um cabelo com o pH “natural”. Por exemplo, pessoas que usam Tioglicolato de Amônia, tem seus cabelos elevados a um pH 9, que é o pH desse produto. Vamos dizer então que na hora de tirar o tio, usemos o mesmo shampoo 7,0. Fazendo o cálculo novamente:

9,0 (pH do alisante de Tioglicolato de Amônia) + 7,0 (pH do shampoo) = 16

Dividindo 16 por 2, temos o pH 8.

Com esse resultado, percebemos, que, por ter um percentual menor que o do tioglicolato, o shampoo conseguiu baixar o pH para 8,0. E pH, quando se fala em cabelo, é algo totalmente referente a grau de dilatação de cutícula (abertura e fechamento).

Só que há um detalhe: Uma cutícula dilatada a um nível alto, sempre vai tender a ser dilatada, o que gera porosidade nos fios. É por isso que cabelos quimicamente tratados tem linhas formuladas especialmente para manter o pH dos fios ideais, além de fazer a reposição de massa perdida durante o processo químico.

Pode surgir então a questão: Se é fácil assim estabilizar um pH, poderíamos então fazer várias químicas no mesmo dia, bastando apenas atentar para o pH.

Isso é um erro, porque durante esse processo o cabelo vai perdendo matéria, já que com a abertura das cutículas a química consegue atingir as camadas mais internas dos fios, danificando-as.

12448252

Com isso eu concluo que: Shampoo/condicionador/máscara agem sim no processo de abertura e selamento das cutículas, mas de uma forma mais externa, o que é necessário para a promoção de limpeza e reposição de ativos. Não é o tipo de coisa que vai destruir sua cutícula, mas me diga aí quem nunca usou um shampoo/condicionador/máscara que deixou o cabelo feito vassoura? Ou então aquele efeito seladinho? É ilusão?

Só também não me venham com uma peróla que um dia me disseram: “Evito usar shampoo, pois até a água dilata a cutícula do cabelo” Que cabelo é esse? hahah

Então, cabeletes, qual a opinião de vocês sobre o assunto?

 Bjo!

Tags Dicas do Help

25 Comentários

  1. Olá Di,

    Post super interessante! rs.

    Vamos lá, não concordo com a posição que shampoo/condicionador não age no Ph do cabelo, penso o inverso, age sim, e fico com de acordo com sua análise: claro que superficialmente. Depende de químicas, de organismo (e aí vale alimentação, pq até alimentos colaboram com saúde, Ph, as pessoas vivem comendo em fast food e reclamam que o cabelo está esquisito, se enchem de cremes de cabelo e de pele, não vai adiantar never, alimentação É a chave – muito embora eu esteja longe de ser um exemplo, ainda…) então é claro que quanto maior a quantidade de químicas, maior essa confusão de Ph.

    Achei interessante o ponto de vista e isso deve explicar porque um shampoo de ph 6 no meu cabelo não resseca…

    Beijos

    1. Fefa,

      Acho que a genética deve interferir mais do que alimentação na formação do “tipo” de fio. Logicamente uma boa alimentação vai ajudar esse cabelo a ser mais forte.
      Fico feliz que tenha gostado do post.
      bjobjo!

  2. Di, o problema de discutir abertura ou não cutícula é que há diversos fatores a serem considerados e a gente vê muita gente metida a saber tudo por aí que ignora as variantes, né?!
    Concordo totalmente com você sobre haver sim abertura e fechamento das cutículas, mas o povo muitas vezes esquece que a quantidade de camadas de cutícula interfere nessa abertura. Aí teriamos de considerar o tipo de fio (quão arredondada ou achatada é a estrutura desse cabelo), teríamos de analisar como esse cabelo tem sido processado nos até 7 anos que o cabelo “vive” antes de cair…
    O povo esquece que abrir cutícula de cabelo detonado é a coisa mais fácil do mundo… Talvez a moça do tal vídeo que você viu só conheça cabelos de estrutura bem arredondada e sem nenhum tipo de dano (nem sol em excesso), e ainda por cima com predisposição genética a ter muitas camadas de cutícula (tipo dez, doze camadas), vai saber?! Aí realmente não é simples pra abrir cutícula com shampoo (e nem havaria necessidade de selar cutícula, né?!)
    Mas isso tudo são conjeturas minhas… Vamos mandar a moça estudar tricologia, hihihihi…
    Beijos pra você e pras meninas…

    1. Esther,

      Você é um enciclopédia. Menina, nem tinha me lembrando dessa estrutura dos fios que você citou tão perfeitamente.
      Mas o problema é realmente esse, as pessoas pegam um teste ou análise feita em um cabelo normal e toma como verdade.
      A moça do vídeo está se formando em Cosmetologia e Estética, acredita? Eu acho muito perigoso as pessoas fazerem afirmações como verdade quando a coisa é mais complexa.

      Bjo!

      1. Esther, beijooooooo – rs

        Tá vendo como seus comentários fazem falta, menina? ricos em informação! adorooooo e concordo com vc e com Di que falou isso na resposta ao meu comentário acima, nem me lembrei da questão genética, formação do fio, é complicado demais generalizar uma coisa dessas, varia MUITO. E realmente, não é a toa que a tricologia está aí para estudar isso! =D

        beijoooos

  3. Di,

    Claro que eu acredito, porque pra mim faculdade (existem as boas e as ruins) não é sinônimo de conhecimento, e cosmetólogo não é sinônimo de tricologista, nem parente distante de terapeuta capilar!
    Acho que pra afirmar com propriedade que não abre a cutícula ela teria que mostrar a pesquisa de onde isso veio! (Lembra daquela pesquisa sobre o sulfato não apenas abrir a cutícula, mas até destruí-la??? A Carol posto no blog dela há muito tempo, mas eu já havia lido bem antes, nessas andanças de low poo da vida).
    É perigosíssimo mesmo, aí pega uma pessoa nova nesse “universo cabelístico” e a deixa pirada e sem saber o que fazer!

    Fefa,

    Acho sim que existe semi-radical, porque tenho acompanhado a sua trajetória recente no Club do Cabelo e Cia e sei que sua intenção é mudar não só o uidado com o cabelo, mas com diversos aspectos da vida! Você teria amado uma querida do Fórum Encaracoladas, a Nane! Ela mora no Canadá e até no corpo aboliu óleo mineral e diversos outros lixos (mas ajuda muito o fato de morar num país com legislação rígida, né?! E onde as empresas realmente investem em “tecnologia verde”…)

    Ah, nada a ver com o assunto, mas estou namorando!!! (hihihihi) E feliz da vida!!!! E ele é aui mesmo da roça!!! (morra de inveja, Di)… Beijos, moças!

    1. Esther,

      Pois é, postaram isso no Crono e as meninas ficaram bem confusas. Detesto gente que começa as coisas com “descubra a verdade”, mas que não tem uma comprovação mesmo disso.

      Ah, sua malvada! Esfregue na minha cara a sua felicidade! kkkkkk Parabéns, querida, felicidades! Um dia eu consigo superar a distância entre eu e o San e vou estar rindo a toa tb. 😛

      BjO!

    2. Oi Esther-Diva!

      Menina, é verdade o lance do Canadá, ajuda MUITO mesmo o fato ter a disposição produtos, legislação, seriedade. Bem diferente. Aqui a gente tem que catar, chorar, pechinchar, ler a fórmula item por item e mesmo assim ainda somos enganadas! tristeeeee! Meu objetivo, gradativamente, é fazer isso com corpo, pele, tudo mesmo. Mas voltamos ao que vc frisou, considerando ao país que vivo, tudo tem que ser bem gradativo, sabe? rs. A busca é essa…um novo foco, é desafiador, difícil, alvo de críticas, há quem ache legal, há quem ache que estou ficando doidinha…faz parte do processo! rs. E eu adoraria conhecer sim a Nane! rs – eu vi vc lá na trajetória, fica de olho e obrigada pelo apoio. Sei que vc é das antigas nesse mundo encaracolado de ser! rs.

      Ui, namorando é? tãaaaaaaao boooom e pertinho é melhor aindaaaaa! Nem vem pq sou uma eterna romântica, acredito na alegria do amor! Eu e diretor tb estamos perto (jura? rs) – mas logo logo Di vai nos esfregar isso tb, alô San, tome uma providência JÁ, hein???

      beijoooo

  4. Oi Di, eu não entendo muito de cutícula de cabelo,mas sei dizer direitinho qd um shampoo me deixa “espigada”,aí fujo dele como o diabo foge da cruz,apesar de não ter uma alimentação saudável a genética me ajuda(e meus produtinhos,he he he)e meus fios normalmente estão seladinhos… Bom é isso,beijocas!

  5. Oi Di, realmente, essa querida que postou o vídeo deve ter esquecido, ou ela não usa shampoos anti-resíduos que nós sabemos bem que tem ph alcalino e abre as cutículas que é uma beleza, não é só na teoria, vemos isso na prática. ter um Ph estável é crucial para um cabelo saudável. então não existe isso de que Ph não é importante, é sim! beijos cabelete.

    1. Elii,

      Olha, o fato é que essa menina ouviu isso na aula dela e reproduz como a verdade. Talvez possa ser que diante daquele estudo, em um cabelo virgem um shampoo não consiga dilatar a cutícula, mas a realidade das brasileiras é muito diferente e não pode ser vista no meio da pilha.

      BjO!

  6. É impressão ou está rolando um tricô báaasico aqui?

    Cabeletes cadê vocês, eu sei que vcs estão aí, comentem jáaaaaa!!! (pompons ao alto!!! – Fefa animando a torcida!) kkkkkkkkk

    Beijooooos

  7. Comentário rapidinho que tô atrasada e trabalhando demais, mas concordo com a Di nesse aspecto! Pode até ser verdade em um determinado contexto que o shampoo não de conta de abrir escama de cabelo saudável, mas daí a generalizar??? Não, não e não!

    Fefa, nem fala! Quando tudo no país ajuda deve ser muito mais fácil mesmo! Por aqui não anda fácil e nem acredito que as coisas mudem logo não, infelizmente! Eu, particularmente, admiro! Acho lindo, mas não consigo me disciplinar mais nem no cabelo, quanto mais no corpo todo, modo de vida, alimentação e tals…

    Beijos, gurias

  8. achei muito interessante o assunto no inicio que fala de ph ,sabiam que de 100 cabeleireiros 2 sabe oque é ph e o que significa eu estudo esta questão há 24 anos que sou cabeleireira e aprendi há 15 anos e com este conhecimento de ph ,cromoterapia,colometria e mono, que aprendi a algum tempo atrás consigo dominar bem a técnica de químicas,encaro qualquer cabelo nunca derrubei cabelo,pego cabelo caindo e faço químicas e fica bom e recupero ele depois ,fabrico produtos pra meu uso, formo a cor que eu quero com as colorações.

Comenta, cabelete ;)