Fechar
Resenhas

Resenha: Termo Force Vector Glycocell – L’Oreal Profesionnel

Force Vector Loreal

Tive que me ausentar ontem devido a complicações no trabalho, mas hoje trago finalmente a resenha desse termoprotetor da linha Force Vector da Loreal.

Há muito tempo eu já havia resenhado o shampoo, a máscara e a ampola Force Vector, produtos que eu amo e tive o prazer de poder voltar a usar: uma amiga de cabelos virgens e saudáveis comprou o trio shampoo+máscara+termo e não gostou. Acabei ganhando #nemqueria !! Quem quiser conferir a resenha do Shampoo, Máscara e ampola, clica aqui.

Vamos a descrição do Produto

Creme Termoativado fortificante antiquebra: sob ação do calor, devolve força, resistência e macies aos fios frágeis e quebradiços. Glycocell alia uma ultra concentração de Incell, para máxima força da fibra capilar, ao extrato da Geléia Real, para uma nutrição intensa.

textura leave in fv

O Termoprotetor Force Vector Glycocell, vem em uma embalagem de 200ml. Tem coloração branca, textura fluida e a fragrância não é ruim, mas também não é perfumada. Tem um fundo azedinho.

Na composição do produto destaco a presença da Geleia Real (Royal Jelly) , além das Ceramidas patenteadas da L’Oreal (2-Oleamido-1, 3-octadecanediol) como é de praxe com os produtos da marca. Até achei que o componente Potato Starch Modifief (amido de batata modificado) fosse um ativo, mas ele é apenas um estabilizante, coisa de fórmula química.

Não é necessário aplicar muito produto nos fios, na verdade se exagerar na dose o cabelo fica um pouco enrijecido, o que me lembra um pouco o efeito do Ciment Thermique.

Impressões de Uso

Eu costumo usar esse termo tanto com os produtos da linha quanto sozinho e ele tem uma característica bem estranha: assim que você o aplica  no cabelo parece que ele retira um pouco da maciez dos fios. Eu sinto como se ele selasse o cabelo instantaneamente, expulsando o excesso de água de dentro dos fios. Porém, conforme vamos secando o cabelo, a maciez volta a aparecer trazendo com ela também bastante brilho. O resultado final são cabelos protegidos,brilhantes e soltinhos.

Embora eu tenha mencionado que a maciez volta, é de maneira normal, o resultado não é aquele cabelo mega macio não, tanto é que eu nem o uso se estiver com o cabelo ressecado demais, porque ele não é do tipo de leave-in que dá uma hidratadinha final. Provavelmente, ele tem essa característica porque os outros produtos da linha já conferem uma excelente nutrição aos fios, resta a ele selar tudo lá dentro e não deixa que o cabelo pese. Se for isso mesmo, ele o faz com louvor.

Recomendo muito para pessoas que gostam dos fios soltinhos e brilhantes e que não precisem de um cabelo com muito peso. Além de que ele é ótimo para proteger os fios e ainda tratá-los. Gosto de usar algo que eu sei que está me ajudando a cuidar mesmo do meu cabelo.

5 pontos

Dou nota máxima a esse produto porque ele cumpre o que promete, pois quando o uso com frequência sinto que os meus fios quebram menos. Além que ele diminui até a quebra provocada pela tração da escova.

O meu foi presente por isso não sei dizer por quanto foi comprado, mas tem ele aqui no Beleza na Web.

Já usaram esse termoprotetor?

BjO!

Tags LorealTermoprotetores

16 Comentários

  1. Di, gostei bastante da composição dele (parece ter ceramidas em grande quantidade), mas jurava que o amido tinha alguma outra função além de espessante… Não lembro onde foi que li a função dele (mas também não me lembro se a fonte era confiável)…

    Estou ansiosa pela sua resenha da Midollo, porque além da Hair Repair é outra que também quero (apesar de não botar fé no efeito reconstrutor de proteína do trigo, soja, essas coisas)…

    Beijos, povo

    1. Esther,

      Eu procurei bastante a respeito desse amido de batata modificado e o máximo e todas as referência indicavam que ele tina função espessante, emulsificante, essas coisas químicas. rsrsrs Jurava que ela fazia algo mais, mas vai saber neh…

      Menina, ainda nem iniciei a Midollo, mas como vou tonalizar esse final de semana, eu vou com ela. Também sou do seu time que não acredita muito em reconstrução potente sem queratina, mas vai que serve pelo menos para manter o cabelo digno no intervalo de uma “queratinizada” e outra. hahah

      Bjo!

  2. Adoro resenhas sobre protetores térmicos! Me agrado de muitos que vejo por aqui nos blogs mas sempre fico em duvida no qual comprar. Uso um finalizador da Bio extratos que diz ser protetor térmico e o óleo Super 8 da Garnier que promete proteger também, mas queria comprar um mais potente/melhor, sabe? Você acha que vale investi nesse ou consigo produtos com a mesma qualidade com um preço menor?
    Abraço.

    1. Bruna,

      Não sei como é o seu cabelo, mas o relaxima care da Matrix é mais barato e ótimo também. Entre os protetores térmicos existe muita variação, sabe. Uns ajudam a fortalecer, outros hidratam, outros protegem do frizz e umidade. Tem uns que são mais universais e um deles é justamente o relaxima. Olha, e um produto desse não rende menos de um ano.

      Bjo!

  3. Eu acho muito chique e elegante a cor dos produtos FV, kkkkkkkk mas pra mim acho que não ia rolar, pq eu amo quando cabelo fica macio, pode ate farofar um pouco, mas se passar a mão e sentir macio fico feliz, vai ver por isso não gosto muito da fase de R!! Bjs

  4. Tenho OUTRA perguntinha, hahaha, Bem, pelas fotos que eu vi da sua raiz no post do corte químico e pelo o que você já falou dele em outros posts, acho que meu cabelo é bem parecido com o seu. Resumindo: ele é ondulado, cheio, volumoso e fraco, mas na frente é crespo (é a parte mais fraca). Eu uso amônia há um ano, mas antes de eu conhecer o maravilhoso mundo dos blog, e quando era menor, minha mãe quem alisava e ela passou até Henê! Eu tinha uns 6 anos! Enfim, á passei na infância pelo Henê, amônia e até guanidina. Voltei para amônia de novo depois que tentei uma progressiva com Tutanat que deu um corte químico :'( e agora estou 4 meses sem alisar porque não sei se devo passar mais tempo esperando, ou que tipo de química devo usar. Em cada salão que eu vou eles indicam um produto.
    Fiz esse “textão” pra te perguntar o que te convenceu a usar o Tioglicolato de sódio, quais as vantagens dele para os outros tipos de química…
    Estou ciente que você não pode me indicar nada sem ver nem sentir a textura do meu cabelo, mas como eu disse, acho seu cabelo parecido com meu pelas suas descrições e ter uma opinião sobre o Tioglicolato vai me fazer pensar melhor sobre os demais produtos que cada um cabeleireiro me indica.

    Obrigado, obrigado!!! <3

    1. Bruna,

      Eu não uso sódio. E o correto é Hidróxido de Sódio, pois o Tioglicolato é outra química que usa ou a Amônima ou a etonolamina para abrir as cutículas e ele haja. Hoje em dia eu só uso EP.

      Sobre a minha experiência com sódio: Eu não escolhi essa base, a cabeleireira falou que era o melhor pro meu cabelo na época e eu usei. Acho que resseca bastante, minhas pontas ficam secas quase sempre. E olha que eu estava semanalmente no salão tratando.

      Sobre a minha experiência com o Tioglicolato: Foi a melhorzinha, apesar de que com eles sofri 3 cortes químicos, mas sei lá, como usei desde nova adquiri uma confiança com esse tipo de alisamento. Ele não alisava suuuper os meus fios (o sódio alisava), mas mesmo assim eu gostava.

      Espero ter ajudado.

      BjO!

    1. Débora,

      Não usei o Thermo Repair para te dizer, mas não tenho dúvidas que os dois protejam bem os fios. A diferença é em tratamento e estética, já que eles são produto próprios mesmo para a proteção térmica, mas aliados a outro benefícios.

      BjO!

  5. Eu estou chocada que o amido de batata não tem função!
    Eu uso o thermo repair mais por causa disso, achava que era reconstrutor, que era ele que encorpava meu cabelo kkkkkkkkkk
    Gostei da resenha Di, entre ele eo Thermo Repair, qual você prefere?

    1. Daiane,

      Eu também jurava que a tal batata tinha uma importância na composição. kkkk
      Olha, acredito que ela pode ser um emulsificante que doa maciez ao fios também, mas não trata, sabe?
      Eu não usei o Thermo Repair ainda. Como tenho o Ciment Thermique achei que não era necessário dois leave-in para reparação.

      BjO!

  6. Não sei pq, mas eu não fiquei com vontade. Já tive o Termo Repair, da linha Absolut Repair e foi uma decepção. Ele não fez diferença nehuma, e olha que eu testei de toda maneira possível!
    Diana, pode me ajudar com uma dúvida? Estou disposta a pagar mais caro num bom reconstrutor, mas estou em dúvida sobre qual comprar. Queria a máscara da Bonacure Repair Rescue ou o KPak da Joico, qual o melhor (ou tem algum melhor que esses dois?). Eu tenho o reconstrutor da Kpro, mas no meu cabelo ele foi tão hidratante que nem parece reconstruir… Também tenho keratina líquida da Rayervas (talvez vc não conheça, é uma marca daqui de BH), e a Q10 da Bonacure. Lembrando que meu cabelo é alisado com tio e tem tonalizante (vulgo bem necessitado rsrs).
    Obrigada! Beijo!

    1. Rebeca,

      A minha R preferida da vida é a Repair Rescue, amo mais que o Deep Penetrait. Acho melhor ainda quando uso ela aliada a ampola Instant Repair Shot.
      Melhor que eles dois é apenas esses kits profissionais que vem com queratina no meio, tipo o SOS Vitaderm (tem resenha aqui no blog) ou o Extreme Up. Acho que esses kit são um super UP para cabelos alisados, o meu mesmo ganhou outra vida quando passei a usar.

      Bjo!

  7. olà! Diana

    Me diz uma coisa como faço tenho o mini kit joico kpak, o repair rescue e o kerastase verde escuro.
    qual devo usar ja que meu cabelo ta com quebra faço uso de relaxamento com hidroxido de sodio ?

    .

Comenta, cabelete ;)